Terra-Nova

0 Comments

O cão Terra-Nova pertence ao grupo dos Molossos, tipo montanhês.
O país de origem é o Canadá.
Também é conhecido com seu nome de origem New Foundland.

É uma raça de grande estatura, sendo que o tamanho do macho é em média 71cm e peso ao redor de 70Kg. As fêmeas medem em torno de 66cm na altura da cernelha e pesam aproximadamente 60Kg.

O cão Terra-Nova é um cão de água utilizado para o salvamento e deve apresentar um caráter excepcionalmente manso e dócil. Possui ossos sólidos, mas move-se livremente e com desembaraço, apresentando um leve balanço quando se movimenta, sem dar aspecto pesado e de indolência.

Sua cabeça é larga, volumosa e maciça. O stop não é muito pronunciado e focinho curto, tendendo ao quadrado. Os olhos são pequenos, um pouco fundos, bem afastados, de cor castanho escuros e nos cães marrons de coloração mais clara. As orelhas são pequenas e triangulares, caídas rente a testa e sem franjas. O pescoço é forte e um pouco curto, o corpo maciço com a caixa toráxica potente, dorso largo, peito caído e muito desenvolvido, garupa musculosa. Os membros apresentam as patas grandes e palmadas. A cauda é de comprimento médio, de boa espessura, chegando apenas abaixo do jarrete. Seu pelo é chato, denso, forte e de natureza oleosa. A cor é preto azeviche fosco, marron chocolate ou bronze e também existe uma variedade do Terra-Nova não completamente preta de nome Landseer.

Ignora-se como os ancestrais do Terra Nova chegaram à Ilha de Terra-Nova, próxima à costa oriental da América do Norte. Várias são as hipóteses de sua origem, alguns sustentam que os ingleses sejam seus introdutores na vasta ilha americana de Terra-Nova, sendo estes cães na época, excelentes auxiliares do homem na pesca do bacalhau, guardiões fiéis e salvamento na água. Outros acreditam que o Terra-Nova de pelagem preta é autóctone da ilha, enquanto que os ingleses introduziram apenas a variedade Landseer. Outros estudiosos admitem ainda que a raça foi formada pelo resultado de cruzamentos sucessivos do cão labrador, do cão urso preto escandinavo trazido pelos noruegueses, do cão molosso Mastim do Tibete, do São Bernardo e do cão Montanhês dos Pirineus que acompanhava os pescadores bascos.

O Terra-Nova despertou amor entre os artistas: os poetas Byron e Burns cantaram seus feitos, e entre os pintores está Landseer, a quem foi dedicada a variedade malhada.

O altruísmo e valor do São Bernardo cuja intensa generosidade e inteligência tem salvado muitas vidas humanas vale o mesmo para o cão Terra-Nova, pois este magnífico colosso tem resgatado inúmeros náufragos das águas geladas do Norte. Célebre pelos inúmeros salvamentos na água, já foi utilizado em Paris pelo chefe de polícia Lépine em brigadas fluviais. Um cão Terra-Nova já foi condecorado na França após ter salvo 3 pessoas de afogamento em Cherbourg.

O Terra-Nova é nobre, sensível, de temperamento dócil, franco e calmo. Adora as crianças e não é considerado guardião, mas apenas dissuasivo pelo seu avantajado porte.

Seu instinto de salva-vidas ao extremo faz com que se atire na água para socorrer um náufrago, podendo nadar durante horas se for preciso. Teme o calor e necessita de espaço para exercícios, não gosta da solidão. Sua educação deverá ser paciente porque não atinge a maturidade psíquica antes dos 2 anos de idade.

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese