Sagrado-da-Birmânia

0 Comments

De acordo com a lenda, existia num templo, um gato branco chamado Sinh, o qual apresentava pêlos compridos e era o fiel companheiro de um sacerdote, Mun-Ha. Quando este morreu, assassinado por invasores, o gato pulou para cima do corpo de seu dono e aí ficou, para evitar que alguém se aproximasse. Nesse momento, sua pelagem foi ficando cor de creme. Os olhos dourados tornaram-se azuis e as patas, nariz, orelhas e cauda, azuis – cinzentos. Apenas os quatro pés, que estavam em contato com o corpo de seu companheiro, permaneceram brancos. Depois disso, todos os outros gatos criados nos templos ficaram iguais a ele.


Esta raça foi oficialmente reconhecida na França em 1952. Os selecionadores franceses através de seleções genéticas incluíram na descendência, genes dos gatos Siameses e dos Persas brancos, sendo este último responsável pela pelagem macia e semi-longa do Sagrado da Birmânia.

A história da raça, que divergiu durante a última metade da década de 1940, produziu dois tipos distintos de Sagrado da Birmânia: o gato inglês, o qual tem um porte mais oriental, e o americano, que é mais robusto, apresentando corpo, cabeça, olhos e patas mais arredondadas do que o gato inglês.


Seu corpo apresenta um tamanho médio, alongado e maciço. Possui cabeça arredondada, larga e em forma de cunha. Seu nariz é curto e bem pronunciado, e a cor da ponta deve condizer com a do manto. A pelagem do manto é muito lustrosa, curta e acetinada, sendo muito bem distribuída no dorso e nos lados e levemente ondulada no ventre. Na região do focinho, o pêlo é mais curto, porém torna-se mais denso nas bochechas.

A cauda, de comprimento médio, é robusta e rica em pêlos. Os olhos têm uma forma levemente oblíqua e de uma belíssima cor azul, intensa e brilhante, emanando um fascínio peculiar. A cor das patas é invariavelmente branca.


Esses gatos são brincalhões e agradáveis com as crianças. Mostram-se meigos, afetuosos, sociais e muito inteligentes, tendo uma vantagem sobre os siameses: a de não serem ciumentos.

Geralmente escolhem uma pessoa de temperamento calmo como “dono”. Fiel, dedica-se totalmente a seu “escolhido” e fica com muitas saudades quando seu dono não está em casa. É conhecido também por seu miado doce.


É um animal de tamanho médio, imponente e maciço com peso variando entre 4 a 8 kg. Outro nome desta requintada raça: Birman.

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese