Papilomatose Canina

0 Comments

A papilomatose canina é uma doença neoplásica e infecciosa sabidamente de origem viral, cuja a via de transmissão ainda permanece desconhecida. É causada pelo Papilomavirus e se caracteriza pelo aparecimento de papilomas principalmente na região oral, nos lábios, faringe e na língua dos animais acometidos.
 
Sua observação é relativamente frequente no atendimento clínico. Ocorre geralmente em cães filhotes ou jovens variando entre um mês a cinco meses de idade. Felizmente estes tumores costumam regredir espontaneamente entre quatro a dez semanas após o início das lesões tumorais. Raramente em alguns casos tendem a permanecer crônicos.
Os papilomas consistem de estruturas semelhantes a verrugas que apresentam um rápido crescimento na pele e na mucosa. Os sintomas clínicos variam de acordo com o número e a localização das formaçõs neoplasicas.


Manu – Fêmea SRD (Sem Raça Definida) com 7 meses de idade, mostrando detalhes da papilomatose.


Benedita – Fêmea da raça Terra-Nova com 4 meses de idade

 

Normalmente não se realiza um tratamento na maior parte dos animais pelo fato desta enfermidade ser autolimitante.

O tratamento se torna necessário dependendo da extensão da papilomatose. Quando ocorre muitos papilomas pode haver um comprometimento do estado geral do cão porque ocorrem também infecções secundárias nas lesões. Neste caso, os cães filhotes que estão em fase de crescimento passam a se alimentar menos ou até deixam de comer e salivam abundantemente, porque além da dificuldade de engolir, as verrugas provocam obstrução, incômodo e dor. Pelo fato de não existir um tratamento definitivo e a doença ser autolimitante, o que é feito na prática é um tratamento de suporte e conservador.

Cães cujos papilomas apresentam incômodo e sangramento, quer por problemas estéticos, quer para se reduzir o sofrimento de animais severamente acometidos, podem ser adotados outros tipos de protocolos de tratamento tais como a ressecção (remoção) cirúrgica, o uso de antivirais, autovacinas ou drogas imunomoduladoras, isto é, drogas que tem a capacidade de ajudar a aumentar a resistência orgânica do cão acometido.

 

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese