Lhasa Apso

0 Comments

Este cão pertence ao grupo dos cães do Tibete.
É uma raça de estatura pequena, com o seu peso variando entre 4 a 7kg e altura na região da cernelha de 22 a 25cm, sendo a fêmea um pouco menor.
O Lhasa Apso possui crânio estreito e cabeça redonda, com abundante quantidade de pelos caindo em forma de cascata sobre os olhos, a barba é espessa e bigode escuro. O nariz também é preto e olhos são escuros de tamanho médio. As orelhas são pendentes e com franjas abundantes.

O corpo é longo e compacto, pescoço forte, costelas bem arqueadas e a região da garupa bem desenvolvida. A cauda é fixada no alto e levada acima da garupa com franjas nutridas. Os membros são curtos, porém com musculatura desenvolvida, as patas são achatadas com boas almofadas.
O Lhasa Apso existe há milênios no Tibete. Acredita-se que esta raça formou-se através de cruzamentos entre o Terrier do Tibete e o Spaniel Tibetano. A denominação Apso, ou cabra do Tibete é devida ao seu pelo ser semelhante ao das cabras deste país. Foi considerado animal sagrado no Tibete, sendo educado nos templos e palácios e os mais belos exemplares encontravam-se no Potala, o palácio do Dalai Lama e nas casas de pessoas de alta posição. Na época praticamente só se obtinha um cão Lhasa Apso através de uma prova especial de benevolência ou presenteado, pois era impossível de obtê-lo por dinheiro. No Ocidente acredita-se que tenha surgido através da Inglaterra, por volta de 1930, porque seu comércio no passado era proibido. Na França foi introduzido ao redor de 1950. O Lhasa Apso é uma das raças que contribuiu para formar outra raça tibetana, a Shih Tzu.
Pelo seu caráter alegre, segurança, beleza física e pequena estatura o Lhasa Apso conquistou rapidamente a simpatia de todos como excelente cão de companhia e de guarda. É calmo, afetuoso, sensível, muito paciente com as crianças.

É ousado, rústico, de forte personalidade, apesar de um pouco teimoso. Está sempre alerta e desconfiado com estranhos. Dotado de excelente audição, qualquer leve rumor é suficiente para que dê alarme com sua característica voz clara e aguda. Por esta razão na língua tibetana é chamado “apso seng kye”, que significa cão sentinela de latido de leão.
Necessita de escovação e desembaraço dos pelos praticamente todos os dias. Adora passear e não suporta a solidão.

 

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese