João de Barro

0 Comments

João-de-barroPN LAGOA PEIXEO joão de barro (Furnarius rufus), também conhecido como “forneiro”, “oleiro” ou “pedreiro” é um pássaro da família Dendrocolaptídeos muito conhecido na região de Cotia, porém com ampla distribuição em todo território nacional abrangendo vários Estados de Nordeste ao Sul, incluindo a região Central do Brasil.

É uma ave pouco menor que um sabiá, de corpo mais delgado, toda ela de cor de terra com a garganta branca e a cauda avermelhada.
O ninho do joão de barro parece um forno de barro com dois compartimentos, constituído de uma ante-sala e uma alcova. Apesar de construí-lo somente com o bico e os pés é uma obra muito bem acabada. Mede aproximadamente uns 30 cm de comprimento e uns 25 cm de altura e esse ninho pode ser encontrado sobre um galho grosso de uma árvore isolada, poste ou até mesmo na cumeeira de uma casa. A entrada acha-se na face comprida que permite o pássaro entrar sem se abaixar. Uma parede divisória separa a ante-câmara da alcova, esta última maior forrada de ervas secas, cabelos e penas, onde a fêmea choca 3 vezes por ano, cerca de 3 ou 4 ovos em cada postura.

joaodebarro3
É uma ave muito alegre gostando de conviver com os homens, podendo facilmente ser visto no terreiro das fazendas perto de algum rego d’água que atravessa o pomar. Saltitando pelo chão ou voando a curtos trechos de lá para cá, o casal de pássaros passa alegre sem se preocupar com as pessoas que o esteja observando a poucos metros de distância.
O casal de joão de barro freqüentemente diverte-se gritando em curiosos duetos, que consistem naquela interessante forma de pergunta e resposta, em que o macho emite um grito e a fêmea imediatamente responde a meio tom mais baixo e assim se sucedem alternadamente, os dois sons sempre iguais, porém com tal precisão de ritmo, que causa admiração a quem saiba o quanto custa a nós homens ensaiarmos tal exercício de música, ainda mais em andamento prestíssimo.
Joaodebarro1
É sem dúvida, um dos pássaros mais populares e bem vistos de nossa avifauna, havendo relatos de que até os índios gostavam do joão de barro. Citamos entre várias, a lenda dos Caxiuanás, que diz o seguinte: “Os Caxiuanás não possuíam casas e dormiam no chão, nem possuíam panelas e comiam só carne assada. Invejando eles, a panela do joão de barro, este perguntou se eles queriam aprender a fazer panelas e casas. Então o pássaro lhes ensinou tudo isto e, daí por diante, os Caxiuanás ficaram gostando do joão de barro e não o matam”.
Fontes:
Guia de Campo Aves da Grande São Paulo, Pedro F. Develey
Dicionário dos Animais do Brasil, Rodolfo Von Ihering

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese