Inimigo oculto!

0 Comments

Apesar dos esforços e atenção dos donos, algumas doenças podem se alojar no mascote, sem necessariamente manifestar sintomas imediatos. Ou então, apesar do problema provocar uma mudança na atitude do animal, por aparecer algo corriqueiro ou passageiro, o dono acaba não dando a devida importância. Conheça as principais doenças silenciosas e saiba como identificar alguns de seus sintomas. É importante reforçar que a visita periódica ao veterinário é fundamental para preservar a saúde do bichinho.

Elas chegam de mansinho, como quem não quer nada. Quando os donos se dão conta ou no momento em que os animais começam a manifestar os sintomas, elas já estão alojadas. As chamadas doenças silenciosas têm afetado cada vez mais um número expressivo de animais e deixado os donos mais cuidadosos, preocupados: “onde foi que eu errei?”, “como eu não percebi que meu pet tinha esse problema, se estou sempre ao lado dele?”. Visitas regulares ao médico veterinário de confiança e a observação constante do comportamento do mascote podem ajudar a minimizar surpresas desagradáveis.

Segundo o médico veterinário e gerente de produto da Merial Saúde Animal, Leonardo Brandão, as doenças silenciosas mais comuns nos mascotes são as diabetes, insuficiência renal crônica e o câncer. O profissional alerta que elas são de difícil prevenção, em função disso, o mais importante é manter uma rotina de visitas ao médico veterinário, para que o animal seja avaliado em relação ao seu estado de saúde. “Outra importância dessa visita periódica é manter a carteira de vacinação sempre atualizada, pois as doenças infecciosas são mais comuns e frequentes nos cães e gatos do que essas doenças silenciosas”.

 

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese