Importância da Higiene Bucal nos Cães e Gatos

0 Comments

Uma higiene dentária deficiente nos cães e gatos pode causar sérios problemas de saúde, incluindo as dolorosas doenças gengivais e perda dos dentes.
 
 
 
 
O problema começa com o acúmulo de placa bacteriana e posterior formação de tártaro sobre os dentes causando as chamadas doenças periodontais, ou seja, doenças dos tecidos que revestem, que sustentam e que rodeiam os dentes, isto é as gengivas, o ligamento periodôntico, o osso alveolar, e a superfície de cemento (que é o tecido ósseo que reveste a raiz do dente).
 
A doença periodontal é a afecção oral mais freqüente encontrada e a mais comumente vista na prática de pequenos animais (cães e gatos).

A gravidade da doença periodontal está relacionada com a quantidade de placa presente nos dentes e com a idade do animal, pois é uma doença mais comum nos idosos. Os cães de raças pequenas são afetados mais precocemente dos que os de raça grande e também de forma mais grave.
 
Sabe-se ainda que esta infecção pode se propagar através da corrente sangüínea da boca para outros órgãos internos, tais como o coração, o fígado e os rins e também para as articulações, podendo prejudicar a saúde e conseqüentemente encurtando a vida dos caninos e felinos.

A placa bacteriana é um depósito sobre os dentes de um material constituído por agregação de bactérias de forma concentrada, aderente e em constante crescimento. As bactérias colonizam todas as estruturas bucais e acumulam-se na superfície dentária.
 
A coroa dentária é em primeiro lugar coberta por uma película de propriedade adesiva, composta de glicoproteínas, polipeptídeos e lipídeos de origem salivar. Algumas bactérias principalmente as dos gênerosStreptococcus sp, Actinomyces sp, colonizam a película presente e formam a placa bacteriana. Com o espessamento e maturação dessa placa dentária, a sua composição se altera devido à evolução de uma flora de bactérias predominantemente aeróbicas para anaeróbicas, provocando o desenvolvimento da doença periodontal,
 
Com cerca de algumas semanas após a formação da placa, ocorre sua mineralização formando assim o tártaro. A placa dentária é o fator etiológico primário (isto é, o fator causal) responsável pela gengivite.
 
Convém salientar que a placa não é um resíduo alimentar. A dieta é que desempenha um importante papel na formação e maturação dessa placa. Uma dieta de consistência macia e aderente induz a um aumento de formação de placas e conseqüente uma maior gengivite do que uma dieta de consistência dura e fibrosa.
 
 

EVOLUÇÃO DA DOENÇA PERIODONTAL EM CÃES E GATOS

 


Boca saudável, gengiva rósea, sem presença halitose (odor bucal fétido).

 




Gengiva inflamada, avermelhada, dolorida e apresentando sangramento ao toque.

 


Gengiva muito inflamada, presença de tártaro e com forte hálito.

 



Retração da gengiva, tártaro em abundância, presença de pus, dentes frouxos e intensa halitose.

 

Caso não haja o cuidado preventivo da retirada destas placas, num período de poucos anos teremos os envolvimentos clínicos e subclínicos que por serem de progressão lenta, o proprietário inicialmente associa essas modificações à idade avançada ou perda da jovialidade natural do animal que vai ficando idoso. Entretanto, nesta fase freqüentemente danos irreparáveis já ocorreram.

Uma modificação nos hábitos de comer e halitose, isto é hálito com odor fétido, podem ser os primeiros sintomas a serem notados pelo proprietário. Posteriormente teremos as doenças periodontais, ou seja, inflamações das bordas gengivais, aumento da área de retenção de alimentos, infecções purulentas, gengivites, dentes frouxos, queda de dentes, dor quando mastiga, depressão e perda de peso.
 
Nos cães e gatos menos idosos a doença periodontal mais comum é a gengivite, enquanto que nos mais velhos, predomina a frouxidão óssea e a queda de dentes.

Atualmente recomenda-se como forma preventiva um programa de higiene bucal que inclui escovação regular dos dentes com escovas e pastas especialmente formuladas para animais, porque os dentifrícios humanos, se ingeridos, contém substâncias nocivas aos animais, podendo causar problemas estomacais e até intoxicação.
 
 
 
 
A escovação diária dos dentes é a melhor forma de prevenirmos o acúmulo de tártaros e as conseqüentes doenças periodontais. Para condicionar o animal, aconselha-se sempre dar uma recompensa após manipular a boca.

A cárie dentária é relativamente rara nos cães e gatos devido a dieta ser geralmente baixa em carboidratos fermentáveis, propiciando um pH da saliva alcalino, o que tende a neutralizar os ácidos orais. Por outro lado, a doença periodontal acomete por volta de 85% dos animais adultos, num grau de moderado a severo, com o agravante de ser uma patologia que não tem cura. Por esta razão, é muito importante que se institua um programa de prevenção para se obter uma boa saúde bucal.
 
 
 
 
Sempre é bom lembrar que problemas de mau hálito, gengivite, sangramento e retração gengival, presença de tártaros, dentes com mobilidade ou ausentes, dor ao abrir a boca, perda do apetite, dificuldade em apreender e mastigar os alimentos, todos estes fatores indicam a necessidade de uma visita ao médico veterinário.
 
Normalmente o procedimento é uma limpeza dos tártaros com um aparelho de ultra-som, o qual remove todas as placas com segurança através de vibrações, da mesma forma como é feito em pacientes humanos. Entretanto, como os animais não entendem o que está acontecendo, é necessária a utilização da anestesia geral.
 
 
Graças ao desenvolvimento da medicina veterinária, existem técnicas anestésicas bastante seguras para os animais, principalmente os mais idosos, através do emprego da anestesia inalatória, anestesia esta em que o animal fica entubado respirando uma mistura de oxigênio com o gás anestésico, reduzindo assim bastante o risco da anestesia.

A Policlínica Veterinária de Cotia está capacitada em orientar, identificar os problemas instituindo um tratamento preventivo correto e oferecer adequados serviços de higiene bucal, com o intuito de proporcionar uma maior expectativa e qualidade de vida aos seus animais.

 

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese