Fraturas

0 Comments

As fraturas ou lesões nos ossos são quase tão comuns como os ferimentos e freqüentemente estão a eles associadas. Elas podem ser causadas por quedas, brigas, atropelamentos, etc.

A fratura pode ser exposta, isto é, quando a pele fica aberta. Neste caso geralmente é mais grave, pois além da fatura em si, a lesão pode infeccionar. A outra possibilidade é o da fratura comum, ou seja, aquele caso tradicional em que o osso quebra e não atravessa a pele.

Existem também os entorses, quando a articulação é apenas forçada, mas não ocorre uma desarticulação. Temos também a luxação, processo esse em que o osso escapa da articulação, provocando uma verdadeira desarticulação e neste caso o quadro é tão doloroso e perigoso quanto uma fratura.

Sempre é aconselhável se evitar que uma fratura comum fique ou se torne uma fratura exposta.

Em se falando de fraturas, entorses ou luxações orientamos que as seguintes providências sejam tomadas:

– Amordace o animal para evitar maiores acidentes, porque com dor ele pode morder qualquer um que o toque.

– Se o animal nem estiver se levantando deslize-o para uma tábua para transportá-lo até uma clínica.

– Se possível observe qual a região do corpo que está afetada, se o animal apóia o membro, se ele apóia e claudica (manca), etc.

– Se o membro afetado está muito dolorido enrole uma atadura para que o mesmo não fique balançando enquanto o animal é transportado.

Em todos os casos de fraturas, como norma geral, deve ser providenciado um apoio para diminuir a dor. Não tente reparar a fratura e muito menos faça massagem ou utilize anti-sépticos. Uma tala mal colocada pode prejudicar a circulação sangüínea e provocar danos mais sérios e até irreversíveis. Todos estes serviços devem ser feitos numa clínica veterinária acompanhado de contenção adequada, anestesia e chapas radiográficas.

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese