Doberman

0 Comments

O Doberman pertence ao grupo dos cães tipo Pinscher.


O país de origem é a Alemanha.


É uma raça considerada de estatura grande com peso variando entre 25 a 45kg, os machos medem entre 68 a 72cm e as fêmeas entre 63 a 68cm, na altura da cernelha.


Apresenta um corpo de estrutura forte e musculosa, constituição sólida sem ser pesado, quase inscritível num quadrado. É elegante, porte orgulhoso e ereto, com passo leve e fluente. A cabeça de perfil e vista de cima assemelha-se a um cone cortado, com a pele completamente aderida, tornando-a perfeitamente modelada. O focinho é longo e largo com nariz preto. Dentadura desenvolvida e em tesoura. Olhos são de tamanho médio, ovais e escuros. As orelhas de inserção alta e eretas quando cortadas, se não forem cortadas, caem semi-eretas, com o bordo anterior rente às bochechas. O pescoço é muito longo em relação ao corpo e cabeça, seco e musculoso. O peito é poderoso, o dorso curto e sólido, garupa arredondada e ventre esgalgado (recolhido semelhante ao do cão lebrel). Os membros são fortes e robustos, com patas curtas, dedos arredondados e unhas pretas. A cauda é de inserção alta e geralmente amputada na altura da 2a vértebra. A pelagem é preta ou marron com pelos curtos, lisos e aderentes.


Surpreendentemente a origem do Doberman é bastante recente. Conseguiu-se num período muito breve um animal de excepcionais características. Parece que somente em 1900 o Doberman adquiriu a conformação ágil que hoje ostenta. Entretanto desde aproximadamente a metade do século passado, seu antecessor já existia, embora com características menos refinadas. Acredita-se que sua origem tenha ocorrido através de vários cruzamentos entre “cães açougueiros” (ancestrais do Rottweiler), pastores preto e fogo existentes em Thuringe, o Pinscher, o Dogue Alemão, o Pastor de Beauce e posteriormente o Greyhound.

Seu primeiro criador foi o F. L. Doberman (daí o nome da raça), um cobrador de impostos na cidade de Apolda, província de Thuringe, Alemanha, apurou a raça Doberman com o intuito de se obter um cão valente, cão de utilidade, cão de fazenda, vigilante, cão policial e que fosse um bom guardião. Foi posteriormente também utilizado na caça de animais predadores.

O padrão oficial da raça Doberman foi fixado somente em 1910. Durante a Primeira Guerra Mundial foi utilizado como patrulha, guardião de bases militares e guia dos soldados que se tornaram cegos nos combates.


O Doberman possui padrões psíquicos e físicos espetaculares. Com sua expressão determinada, apresenta total desconfiança nas pessoas que não conhece, investigando incansavelmente tudo que o circunda, sempre advertindo seu dono de qualquer eventual perigo. No momento de enfrentar o perigo, desconhece o medo: põe-se tenso, sua fisionomia endurece e ataca corajosamente o adversário e, em qualquer circunstância, está disposto a sacrificar a própria vida para proteger seu dono.

É um cão de temperamento firme, equilibrado, sociável, dotado de uma impulsividade estável, suportando facilmente fadigas e intempéries. Não é um cão para todos, pois exige do dono uma educação firme e justa, sempre com paciência, carinho e suavidade. É extremamente fiel e muito paciente com crianças. O Doberman não suporta ficar preso, exige bastante espaço para se exercitar e libertar sua energia.

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese