Assine nossa Newsletter


Gavel acabou não se graduando na academia policial. Felizmente, ele arranjou um trabalho com seu perfil.

Ainda quando filhotes, alguns cães, especialmente das raças pastor alemão, rotweiller e pastor belga de malinois, são escolhidos a dedo e passam por treinamentos que, no futuro, irão os qualificar como cães policiais, ajudando os oficiais com tarefas que normalmente envolvem farejar.

Apesar do cuidado em escolher apenas aqueles com determinadas características para essa tarefa, ninguém é perfeito e erros são algo comum.

O pastor alemão Gavel é um bom exemplo disso. Ele foi adestrado para ser um cão policial através de um programa de treinamento cedido pelo governo de Queensland, um dos estados da Austrália. Com o tempo, os treinadores perceberam que Gavel era sociável e dócil demais para fazer parte da polícia.

Felizmente, por sua personalidade amável, o cãozinho acabou ganhado o coração do governador do estado do Queensland, Paul de Jersey, que decidiu oferecer um trabalho que se encaixasse melhor com o seu perfil. Em fevereiro deste ano (2017), Gavel foi nomeado o primeiro cão vice-real oficial do governo de Queensland.

Em sua nova função, Gavel tem como suas principais funções dar boas vindas para grupos de turistas ou qualquer um que visite a sede do governo do estado e ajudar a diminuir a tensão e o estresse do ambiente dando carinho para todos os funcionários.

Fonte: R7

 

Deixe uma resposta