Dicas para cuidar do seu cavalo

0 Comments

Conheça dicas para cuidar e embelezar o seu cavalo!

1. A vermifugação e a vacinação regular dos cavalos evita muitas doenças. Além disso existem vacinas obrigatórias, como por exemplo, vacina contra Encéfalomielite Eqüina, que trata-se de uma zoonose (doença que pode ser transmitida dos animais para os homens).Informe-se!

2. Nunca guarde seu animal molhado. Normalmente após o trabalho ou passeio, costuma-se banhar os cavalos, mas cuidado em colocá-lo na baia ainda molhado, pois isto pode causar problemas nos cascos ou até mesmo nos membros como: dermatites, podridão do casco, etc.

3. Sempre retire a sobra de ração da refeição anterior antes de fornecer novamente. Restos de ração no cocho pode predispor seu animal à distúrbios gastro-intestinais.

5. Limpe diariamente os cascos do seu cavalo, uma simples prevenção como esta pode evitar problemas seríssimos de manqueira.4. Evite cortar totalmente a crina na região da fronte (cabeça). A crina ou topete desta região serve como proteção à insolação direta sobre cabeça, fato que pode prejudicar os cavalos que passam muitas horas ao “sol”.

6. Forneça sal mineral à vontade para seu cavalo, os ingredientes existentes neste produto são essenciais à diversas funções fisiológicas dos cavalos.

7. Nunca dê banhos frios , logo após longos períodos de exercício, pois o choque térmico em grandes grupos musculares podem causar problemas musculares em seu animal.

8. A ração acabou? Evite trocar de marca ou tipo de ração bruscamente, pois os cavalos não se adaptam facilmente a novas “comidas”, assim podem ter problemas sérios de “cólica”.

9. Troque de agulha e seringa quando novas medicações forem feitas, ou mesmo, quando mais de um animal for medicado ou vacinado. A utilização de produtos não descartáveis pode causar a transmissão de importantes doenças nos cavalos.

10. A raspagem do pelo do animal após um banho com shampoo de qualidade é importante para tornar o pelo dos animais mais brilhantes.

11. O cavalo é bastante seletivo em relação ao que ingere na alimentação, portanto sempre forneça água de boa qualidade – substância esta essencial à vida e à saúde do seu animal.

12. Não forneça ração ao seu cavalo imediatamente antes ou após o exercício, práticas como estas podem predispor ao aparecimento de cólicas gastrointestinais. Portanto dê ração em intervalos de pelo menos 1 hora antes ou após o trabalho.

13. Sempre vacine os cavalos contra Tétano, já que a facilidade do animal contrair esta doença é bastante grande (ambiente contaminado x simples feridas). Além disso esta vacina, que deve ser dada anualmente, custa em média R$ 4,00 reais, sendo portanto muito mais barata que um possível tratamento desta doença (R$ 350,00 por dez dias de tratamento) e nem sempre o animal com tétano pode ser curado.

14. Dê a ração para a categoria que seu animal se inclui, ou seja, existem diferenças nas rações dadas aos potros em crescimento, aos animais adultos e às éguas em gestação/lactação. Informe-se!

15. Mantenha sempre a embocadura que seu animal estiver acostumado a utilizar, pois a troca deste equipamento pode prejudicar o trabalho a ser realizado além de poder machucar a boca dele. A freqüente utilização da mesma embocadura (freio e/ou bridão) permite a formação de “calos” de acomodação.

16. Seu animal está doente? Não demore a chamar um médico veterinário de sua confiança, pois o tempo de acometimento por um problema qualquer pode influenciar os resultados frente aos tratamentos prescritos.

17. Não mantenha os potros jovens durante todo o tempo em baias, já que o sol e a liberdade de movimento são imprescindíveis para o bom desenvolvimento de um cavalo sadio e forte.

18. Seu cavalo quebrou a pata e deve ser sacrificado! ERRADO! Com a evolução da medicina veterinária moderna existem muitas possibilidades de tratamento das diferentes formas de lesão do aparelho locomotor dos cavalos com bons resultados.

19. Quando necessitar transportar seu animal para diferentes locais, acostume-se a fazer o exame de Anemia Infecciosa Eqüina, só assim você estará protegendo seu animal e colaborando ao controle desta doença que traz muitos prejuízos ao mundo eqüestre. Este exame é de obrigatoriedade ministerial e tem a validade de 2 meses.

20. Quando você estiver domando um potro ou adestrando um cavalo permita que ele aprenda através do reflexo condicionado positivo, ou seja, gratifique após a realização de um fato correto ao invés de punir os erros, só assim você poderá ter um animal dócil e tranquilo.

21. Ensine as crianças a montarem de capacete, mesmo que seja uma montaria de passeio, pois acidentes acontecem e as consequências podem ser bastante graves quando do traumatismo de cabeça.

22. “Melhor prevenir do que remediar” – As vezes doenças simples podem se complicar quando tardiamente tratadas, além disso fazer economia quando trata-se de vida, o barato pode sair caro. Consulte seu veterinário de confiança!

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese