Dicas de Comportamento

0 Comments

Inteligência e sentimentos

Cachorros são animais extremamente inteligentes, observadores e perspicazes.Por isso, é muito difícil enganar um cão quando se convive com ele. Trata-se de um animal que aprende a “ler” as intenções das pessoas e a premeditar suas ações.

Obediência

Para que o cão não faça suas necessidades no lugar errado.

– Se seu cãozinho for flagrado fazendo as necessidades em lugar errado, não brigue. Apenas ignore-o e espere que ele termine e deixe o local. Limpe a sujeira com produtos sem amoníaco e neutralize o odor com REPELENTE DE LUGAR LIMPINHO. É importante neutralizar odores, pois o animal volta a usar o local em que sente o cheiro de fezes e urina.

– Coloque o pratinho de ração no lugar em que ele havia sujado Ele fará de tudo para não usar o lugar em que come  como banheiro.

Se o cão mastiga tudo o que encontra

Faça o seu cachorro gastar energia: passeie com ele, mesmo que sejam apenas voltas pelo quarteirão, brinque de jogar uma bolinha para ele, faça-o correr. Além disso, evite deixá-lo sozinho por longos períodos de tempo ofereça brinquedos mastigáveis.

Para ter um cão sociável.

– Deixe que o cão entre em contato com diferentes tipos de pessoas. Isso evita que ele fique nervoso diante de estranhos.
– Não permita que o filhote brinque de morder ou roer a sua mão, sempre ofereça brinquedos adequados e seguros.
– Em caso de ataque nunca dê as costas para um cão e não olhe diretamente para ele. Tente não se mexer nem gritar e mantenha os braços abaixados.
– Nunca use castigos agressivos, isso pode intensificar o medo do cão e aumentar a sua agressividade.
– Lembre-se que quem manda é você e não o cão.
– Cão idoso pode se tornar agressivo devido à confusão ou ao terem suas sensações –  faro e visão – diminuídas. Ele pode não reconhecer as pessoas e estranhá-las, sentindo-se inseguro.

Como os animais podem ajudar nas curas

Os benefícios obtidos através do contato os animais com seres humanos adoecidos ou em processo de recuperação são bastante conhecidos. Em outros países, a pet therapy com cães e outros animais domésticos é reconhecida por contribuir para melhoria do estado geral dos pacientes. No Brasil, somente há alguns anos a comunidade científica começou a observar e avaliar os resultados da aproximação de animais com pessoas enfermas. E os resultados têm sido excelentes.

Creches e Hospitais

Estimular o contato com animais e por meio deles aguçar a percepção da consciência, inclusive a afetiva, são alguns benefícios do contato efetivo com o animal. Por meio de ações voluntárias, os membros de vários programas realizam visitas periódicas a asilos, hospitais, creches, entre outras entidades.

Remédios Vivos

Várias pesquisas demonstraram o extraordinário poder terapêutico dos animais, tornando-os verdadeiros remédios vivos. Pesquisa realizada pela Universidade de Duke, nos Estados Unidos, demonstrou que o contato com os animais ajuda a diminuir a pressão sangüínea e os níveis de colesterol e de estresse. A explicação mais provável para esse fato é que ao cuidar ou brincar com um animal, a pessoa se acalma e sente-se feliz.

O melhor amigo dos pacientes.

O contato de determinados pacientes com seus animais de estimação não só deve ser permitido como estimulado pelos profissionais da saúde.
Segundo a psicólogos, devido à irracionalidade, os animais não possuem os mesmos mecanismos de defesa desenvolvidos nos seres humanos. Suas emoções são 100% verdadeiras e não passam por nenhuma censura, e a relação do animal com seu dono é totalmente simbólica. Por esta razão, ele consegue devolver na mesma intensidade o carinho e afeto que recebe.

Foram presenciados diversos casos de pacientes – sobretudo os portadores de lesões neurológicas – que apresentaram reações musculares, como sorrir, abrir os olhos ou movimentar os dedos, diante do contato ou da simples pergunta se queriam que seus animais de estimação fossem trazidos para perto deles.

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese