Dicas | Como ajudar os cães a praticar atividades físicas.

0 Comments

megui

Os cuidados com a saúde se intensificam durante o verão. Esticar, andar e correr estão entre os exercícios escolhidos por muitos que iniciam as atividades físicas. Mas, e quando escolhemos nosso animal de estimação como companheiro para a prática de alguma atividade física: eles podem fazer qualquer atividade? Podem fazer o mesmo tempo de exercício que o dono? Quais cuidados tomar?

Essas são algumas das dúvidas que incomodaram a advogada Poliana Soares. Ela e o esposo mantêm a prática regular de atividades físicas, mas há cerca de um mês a família do casal cresceu. Chegou em casa a Meg; uma cadela de um ano que o casal ganhou de um amigo. “Ela parece uma criança mesmo. Gosta de ficar brincando e tem as mesmas manias das crianças”, afirma a advogada.

Meg é da raça bulldog inglês e pesa cerca de 25 quilos. A pequena não pode acompanha-los em todas as atividades. “Fomos informados que animais desta raça não pode praticar atividade física devido ao risco de uma parada cardíaca. As características, como o nariz achatado, atrapalham a respiração”, lamenta Poliana.

O médico veterinário Roberto Ferreira esclarece que algumas particularidades morfológicas dos cães bulldog foram adquiridas após cruzamentos dos animais da mesma raça. “Foram cruzados animais que tinham as mesmas características, inclusive animais que eram irmãos. Com isso, ficou também alguns problemas congênitos, como o nariz estreito e também problemas cardíacos. Nem todos bulldogs possuem problemas cardíacos, mas todos têm o nariz achatado”, explica.

Ele diz também que, assim como os bulldogs, nem todos os animais são tolerantes às práticas esportivas de alta performance. “Nestes casos são aconselhadas caminhadas mais lentas, Cerca de 20 minutos nas horas mais frescas do dia”.

Outros cuidados devem ser observados para ajudar os animais a fazer alguma atividade física. “Deve sempre manter o animal bem hidratado. Ele deve-se alimentar cerca de uma hora antes e o dono deve estabelecer um percurso máximo. Também temos que prevenir contra os parasitas, carrapatos e pulgas, que são comuns adquiri-los durante caminhadas”, diz o veterinário que alertou sobre a importância de animal receber acompanhamento de especialista.

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese