Como deixar seu cão tranquilo em um hotelzinho

0 Comments

Hospedar seu cão em um hotel durante as suas viagens pode ser uma tarefa tranquila se o animal estiver preparado psicologicamente para a mudança de ambiente.

Viajar e ter de deixar o cachorro em hotel geralmente é uma experiência bastante delicada que costuma deixar tanto cães quanto donos desconfortáveis e ansiosos. Porém, com planejamento e ações estratégicas antes da viagem é possível amenizar ou mesmo acabar com potenciais problemas.

Prevenção e cuidados com a saúde física

O problema mais comum provocado pela mudança do ambiente da casa para o do hotel para cães é a suscetibilidade que o animal passa a ter a parasitas e doenças, que costuma ser desencadeada pelo estresse.

Para evitar tal problema, prevenir o enfraquecimento do sistema imunológico com antecedência é fundamental. O dono deve verificar se a aplicação de vacina e de vermífugo está em dia e se seu companheiro está livre de pulgas e carrapatos, realizando os procedimentos necessários semanas antes da permanência fora de casa.

O emagrecimento do cão é outra preocupação, já que também por conta do estresse muitos animais têm dificuldades de se adaptar a nova ração servida no local em que está hospedado. Servir a mesma ração que será disponibilizada no hotel para cães, pelo menos quatro dias antes ou servir rações mais gostosas e úmidas um pouco antes e pedir para que o mesmo procedimento seja feito durante a estadia são boas iniciativas para evitar rejeição à comida.

Independência em nome do bem-estar psicológico

Outro aspecto importante é tentar desacostumar seu cão a comer somente diante da presença de seu dono, pois este costume geralmente faz o cão acreditar que ao parar de comer ganha atenção extra do dono. Este hábito pode ser potencialmente perigoso durante o período de hospedagem no hotel para cães, pois o animal pode parar de alimentar-se por crer que o dono irá aparecer de repente para lhe o dar carinho e a atenção tão desejados.

A independência do cão em relação ao dono deve ser trabalhada sempre e em todos os aspectos. Animais que são acostumados a viver como sombras de seus proprietários sofrem muito de ansiedade de separação, latindo ou chorando sem parar, destruindo portas com arranhões, mordidas e pancadas, babando, se lambendo ou se automutilando.

Nestes casos, deve-se procurar aumentar a autoconfiança do animal antes da viagem, dando a ele ocupações longe do dono; associando ausências de pessoas queridas a recompensas; e acostumando-o a não receber carinhos imediatos nos momentos de despedida e reencontro.

Estimular a autonomia do cão não significa não demonstrar carinho. Pode ser incluído entre os objetos a ser levados para o hotel junto com o cachorro uma peça de roupa usada por seu dono, pois desta forma ele poderá tranquilizar-se sentindo o cheiro.

Portanto, se o dono cercar-se de ações de demonstração de cuidado e carinho com o cão antes e durante o período de ausência da viagem, poderá desfrutar de passeios tranquilos sem culpa, pois terá deixado seu companheiro livre de atribulações.

Caso precise de serviço de hotel para seu cachorro ou gato, dispomos deste serviço em nossa clínica. Para maiores informações ligue: (11) 4616-2677

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese