Aprenda adestrar o seu cachorro com 10 dicas

Quando o assunto é adestramento ou simplesmente educar seu cachorro, deve-se primeiro entender como funciona a mente do pet. Ele é muito inteligente, e todas as suas atitudes são, na verdade, respostas ao comportamento do dono.

adestramento de animais segue a premissa básica do behaviorismo, isto é, os reforços positivos e negativos de acordo com cada comportamento, ou seja, se seu cãozinho aprontou alguma coisa, ele certamente fez isso ou por diversão, ou para chamar a sua atenção, então a sua atitude é crucial para que ele não repita o ato.

Se ele aprontou algo por diversão, o ideal é repreendê-lo pela bagunça imediatamente, isso acabará com a diversão, e ele irá associar o que ele fez a uma bronca, o que não é nada divertido. Em seguida, mostre a ele opções de divertimento seguras.

Caso o ato tenha acontecido para chamar a sua atenção, o que invariavelmente é o propósito, dê-lhe o completo oposto do que ele busca. Nesse caso, uma bela bronca é uma forma de atenção, e isso se torna um reforço positivo para o comportamento destrutivo.  O ideal é levá-lo em absoluto silêncio para o castigo e colocá-lo por alguns minutos em completo isolamento, onde ele não tenha contato nem visual com ninguém. Dessa forma, ele entenderá que, quando se comportar daquela maneira, ele não receberá nenhum tipo de atenção.

1. Seu cãozinho pula nas visitas

Cachorro fica pulando nas pessoas a saída é apenas ingnorar e dar as costas ao cão

Não importa o tamanho de seu cachorro ou se sua visita tem medo ou não, pular é algo muito desagradável.O cão pula para dar e receber atenção, sendo assim, para inibir esse comportamento, peça para que o alvo das puladas vire de costas imediatamente. Dessa forma, o cachorro vai se sentir ignorado e deverá parar de pular, pois percebeu que não está agradando.

2. Seu cachorro leva você para passear

É preciso entender se a causa é ansiedade ou se ele quer demosntrar dominância.

Cachorros que puxam demais a guiaquando estão passeando fazem isso principalmente por 2 motivos: 1) estão muito ansiosos para passear ou 2) julgam-se dominantes em relação a você.

Se seu cachorro simplesmente está muito ansioso devido ao passeio iminente, geralmente para de puxar após o primeiro quarteirão. Mas, se ele for do tipo que demora mais para cansar, tente jogar uma bolinha para ele por alguns minutos antes de saírem.

Cães são animais de matilha, e toda matilha tem uma organização. O Alfa, isto é, o chefão da turma, aquele que anda na frente. Esse comportamento deve ser mudado, do contrário ele vai ter certeza de que manda em você. Sempre que saírem para passear, mantenha-o ao seu lado esquerdo, lembre-se de que o dono deve sempre estar uma perna à frente do cão, para exercer sua dominância. No instante em que ele começar a puxar, ou simplesmente tomar a dianteira, pare imediatamente e fique parado até que ele volte ao seu lado, só então retome a caminhada.

3. Seu cachorro rouba a comida de cima da mesa

Arme um susto para traumatizá-lo

Se seu cachorro tem o costume de afanar algo de cima da mesa, não vai adiantar só dar uma broncatudo o que ele vai assimilar é como aquela comida estava gostosa. Tenha certeza, é impossivel competir com algo que dá prazer para o cachorro.

Para impedir que isso se repita, o ideal é associar aquele ato com algo muito terrivel. Nesse caso, arme uma emboscada, coloque várias panelas mal equilibradas no canto da mesa, quando o cachorro subir para pegar algo para comer, as panelas cairão no chão, fazendo um enorme barulho. Esse super susto será o bastante para que ele nunca mais chegue perto da mesa.

4. Você tem medo de soltar o cão durante o passeio

Torne prazeroso para ele voltar até você

Existem lugares em que é permitido tirar seu cão da guia para que ele corra livremente com seus amiguinhos, mas os donos podem se sentir receosos, afinal, quem garante que, quando o dono chamar, o cão vai voltar?

Para educá-lo a responder o seu chamado, use o reforço positivo. Quando chegar no parque, antes de soltá-lo, chame seu nome e lhe ofereça um petisco. epita isso algumas vezes, depois, deixe que ele se distraia. Ainda na coleira, chame seu nome mais uma vez, e lhe de mais um petisco. A primeira vez que soltá-lo, procure fazer em um local cercado, do qual ele não tenha como fugir ou desaparecer, solte-o e chame-o logo em seguida. Toda vez que ele responder, dê-lhe um petisco.

Geralmente, quando os cães soltos não retornam ao chamado de seu dono, é porque eles acreditam que está na hora de ir embora, assim, se ele entender que você chamá-lo não está ligado a ir embora, mas a ganhar uma comidinha, ele sempre retornará.

5. Xixi e cocô no lugar errado

Repreenda o cão na hora e recompense quando acertar

Esse é um problema muito comum, especialmente com filhotes. Para que ele não faça suas necessidades em lugares inapropriados, deve ser repreendido no ato.

Se você estiver andando pela casa e encontrar um xixi, não adianta nada brigar com seu pet, mesmo se mostrar a ele o que fez de errado, ele não vai associar o xixi que ele fez há horas com a bronca que está recebendo agora.

Quando perceber que ele está para se aliviar, pare-o imediatamente e leve-o ao lugar correto. Quando ele acertar, dê-lhe muito carinho.

6. Cães que cavam o jardim

Cães mantêm distância do próprio cocô

Se o seu cachorro escava seu jardim inteiro, deixando-o cheio de buracos, provavelmente ele está ansioso. Leve-o para passear com mais frequência. Se esse não for o caso, o jeito é repreendê-lo quando pegá-lo no flagra.

Se, mesmo assim, esse comportamento não cessar, uma boa tática e enterrar o cocô do animal onde ele costuma cavar. Cachorros são higienicos. Seu pet não vai querer chegar perto de seus dejetos. Vai entender que lá tem cocô, não é legal para cavar.

7. Cachorro sobe no sofá sem o seu consentimento

Seja firme e recompense quando ele entender o comando

Algumas pessoas não se importam de dividir o sofá ou a cama com seu pet, outras acham um hábito terrivel. Independente do seu posicionamento, o cachorro não deve subir no sofa deliberadamente, apenas quando convidado.

Para tanto, sempre que pegá-lo subindo no sofá, diga um firme ” Não” e tire-o de lá. Se você gosta de tê-lo ao seu lado, chame-o para perto, se ele tentar subir no sofá impeça-o. Em seguida, dê dois tapinhas no sofá e, quando ele subir, dê-lhe um petisco. Assim, o pet entenderá que só pode subir quando for convidado.

8. Meu cachorro é agressivo com outros pets

Existe solução se o cachorro for um encrenqueiro em potencial

Vários amigos estão com seus cachorros em um churrasco, e o você não levou seu cãozinho, pois acredita que ele pode encrencar com algum dos outros animais?

Uma boa saída é soltá-lo com os demais cachorros. Se ele demonstrar qualquer tipo de comportamento agressivo, repreenda-o imediatamente. Se ele tornar a agir assim, coloque-o na coleira, em um local onde ele possa observar a diversão de todos mas não possa interagir com ninguém.

Ele certamente vai entender que, quando age daquela forma, é privado de atenção e divertimento e não vai repetir o comportamento.

9. Meu cachorro destrói objetos

Cachorro destrói sapatos, controle remoto e seus brinquedos

Nesse caso, vale descobrir o motivo, ele foi deixado sem companhia, estava sozinho em casa o dia inteiro?

Se sim, existe uma grande chance de ele ter feito isso por puro tédio, em busca de alguma diversão. Cães precisam de companhia e podem tornar-se depressivos quando são privados d contato por longos períodos. 

Também existe a possibilidade de o seu pet ter feito isso para chamar sua atenção. Lembre-se: bronca é atenção  negativa mas é atenção, ele não fará distinção entre um grito de repreensão e um gesto de carinho. Vale dar a ele o oposto do que espera, como já foi explicado, ignore-o.

10. Cachorro fica histérico quando percebe que você vai sair

Quando o cão não consegue ficar sem o dono

Quem tem cachorro sabe como é doloroso sair e deixá-los, e a culpa transparece em cada atitude. É bom lembrar a si mesmo de que não está abandonando o cachorro, pois você voltará, mas, naquele momento, precisa sair.

O simples ato de pegar a bolsa, ou as chaves, ou mesmo calçar os sapatos já gatilha no cachorro a percepção de que seu dono vai sair.

Para mudar esse comportamento, acostume-o com essas atitudes dentro de casa, pegue a bolsa, ou a carteira, e ande pela casa quando não for sair. Balance as chaves e volte para o sofá. Calce sapatos e ande pelos cômodos, mas volte para onde você estava. Dessa forma, o cão não saberá distinguir quando você vai sair ou não e ficará muito menos ansioso.

Educação é bom e todo mundo gosta

Educar o cachorro faz parte das responsabilidades de ter um pet, assim como alimentá-lo e levá-lo ao veterinário.  É bom lembrar que o comportamento do cachorro é um reflexo das atitudes do dono.

Deixe uma resposta